EnglishPortugueseSpanish

Bessie Coleman (1892-1926)

Filha de um nativo Cherokee e de uma mulher negra, nasceu em Atlanta. Ingressou numa escola para negros e era ótima aluna, interrompeu com frequência seus estudos para trabalhar na colheita de algodão. Concluiu sua formação em uma escola mantida pela Igreja Batista. Aos 18 anos, ingressou na Colored Agricultural and Normal University (Langston University) em Oklahoma e desistiu depois de um semestre por falta de dinheiro. Aceita na Escola de Aviação na França, recebeu sua licença de piloto internacional em 1921 da Fédération Aéronautique Internationale. Em 1922, realizou o primeiro voo público de uma mulher afro-americana. Era famosa por fazer “loop-the-loops” e fazer a forma de um “8” em um avião. Fazia discursos e mostrava filmes de seus truques aéreos. Se recusou a falar em qualquer lugar que fosse segregado ou discriminado contra afro-americanos. Em 1926, na Flórida, realizou seu último voo numa decolagem de teste em que o aeroplano apresentou problemas, ficou em posição invertida e ela caiu sofrendo um impacto mortal no chão. Em 1931, a Associação de Pilotos Desafiantes de Chicago começou uma tradição de voar sobre o túmulo de Coleman todos os anos. Em 1977, as mulheres pilotos afro-americanas formaram o Bessie Coleman Aviators Club. Em 1995, o “Bessie Coleman Stamp” foi feito para lembrar todas as suas realizações.

Fonte: www.womenshistory.org

Vamos debater?

A HelpZ é a startup da Zumbi que vai te ajudar a desconstruir o racismo

A Zumbi é a única instituição de ensino que nasceu para promover a equidade racial

POWERED BY
Faculdade Zumbi dos Palmares - CNPJ 14.050.274/0001-08 - © 2021 - Todos os direitos reservados.
Feito com Addsites Brasil